domingo, 28 de fevereiro de 2016

O jogo

Não me arrependo das decisões do meu passado. De certa forma, trouxeram-me ao que sou hoje, fizeram-me pensar e agir da maneira que achei correta. Mesmo que não fosse, cresci com isso. Continuo a crescer com cada decisão que tomo. O problema é quando deixo assuntos mal resolvidos. Não percebo porque é que só me dei conta do que importa agora, quando já é tarde demais. Ultimamente, parece ser tudo tarde demais. Nunca vou a tempo de nada, nem de emendar o meu erro, porque não posso controlar os sentimentos das pessoas ou obrigá-las a gostar de mim, principalmente se já seguiram a vida delas. Eu devia habituar-me à ideia, outra vez, de que perdi. 
Sunshine

2 comentários:

  1. Acredito que nunca é tarde quando lutamos por nós, pela nossa felicidade e pelo nosso crescimento.
    Força!

    ResponderEliminar

As palavras são como os pássaros: nasceram para serem livres, soltas ao vento... Elas reclamam liberdade.