sexta-feira, 29 de julho de 2016

Posso dizer que me apanhaste desprevenida? Que consegues mudar o meu dia com uma palavra, com uma mensagem banal? Duas semanas parecem uma eternidade e eu sei que passam a correr para ambos. Fui atingida em cheio desta vez e é suposto agir agora. O teu riso contagiante, a tua maneira de ser que é tão semelhante à minha, o teu cheiro, o teu modo confiante de andar...apanhaste-me, confesso. Presa numa teia de imprevisibilidades, foste de longe a maior. Espero ansiosamente que estas duas semanas passem a correr para poder aproveitar o que resta do Verão com mais conversas e menos silêncios.
Sunshine

Sem comentários:

Enviar um comentário

As palavras são como os pássaros: nasceram para serem livres, soltas ao vento... Elas reclamam liberdade.