quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Sinto a tua falta. Sinto-a com todas as minhas forças. Dar-te-ia tudo se pudesse. Dar-te-ia o mundo, diria que sim a todos os teus desejos. Mas foste embora. Gostaria de apagar todos os erros para te ter. Não sou perfeita, mas agora que te perdi, sei que faria tudo por ti, para ver o teu sorriso, para ter o teu abraço, o teu carinho. Tenho saudades do teu jeito de ser, de pensar, de agir. Só que eu sou eu e isso não foi suficiente para ti. Espero ser suficiente para alguém algum dia e espero que encontres alguém que esteja à tua altura.
Eu sei que vou lutar todos os dias por mim, por aqueles que me querem bem. Não sou perfeita e vou aprendendo com os erros. Sei que só o tempo cura as feridas, por isso, espero que cure as que deixaste em mim.
Não me esqueço dos dias bons, mas as palavras duras permanecem e doem e cortam-me. Por isso, vou fazer os meus próprios curativos e ver se o tempo apaga as cicatrizes da minha alma. Um dia espero estar preparada para ser tão feliz como fui até agora. Como disse, o tempo irá ajudar e eu vou lutar, como se estivesse numa guerra contra mim própria. Serei guerreira até não precisar de lutar tanto e bastar-me viver para ser feliz.
Hoje decidi que vou reconstruir-me, que vou ser o que sempre quis ser e isso deverá ser o bastante. Vou lutar pelos meus sonhos e por uma vida melhor, para mim e para os outros. Não vou gastar tantas palavras de tristeza e vou começar pelos objetivos mais pequenos. O príncipio é sempre difícil, mas tenho a certeza que a força que sinto agora me levará mais longe.
A vida não é um mar de rosas. Mas podemos sempre apreciar a vista ao longo do caminho.
Sunshine

1 comentário:

As palavras são como os pássaros: nasceram para serem livres, soltas ao vento... Elas reclamam liberdade.