quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Não

Não, não é o fim do mundo.
Não, também não acaba aqui. Há mais oportunidades.
Mas os sucessivos acontecimentos negativos começam a deixar-me sem forças. Falta-me qualquer coisa. Falta-me a coragem, a sorte, o "deixa para lá", o "valoriza-te". Falta o relativizar, algo que não consigo fazer.
Quanto mais queremos as coisas e quanto maiores são as expectativas, maior é a queda. A desilusão apodera-se de mim.
Não, também não somos perfeitos. Não sou de todo. Mas dou o meu máximo. Em tudo! E espero sempre que isso seja o suficiente. Mas não é. E, ultimamente, nunca é.
Sunshine

6 comentários:

  1. O importante é acreditares em ti e continuares a dar o teu máximo em tudo!

    r: Honestamente, acho que essa ideia se vai formando aos poucos, sobretudo quando a vontade cresce e nós crescemos com ela

    ResponderEliminar
  2. Nunca é o fim do mundo pequenita! :)

    r: Enquanto houver esperança há sempre força para lutar :)

    ResponderEliminar
  3. Pode parecer cliché mas tenho a certeza que melhores dias virão e melhores oportunidades vão surgir.

    ResponderEliminar
  4. O importante não é ser perfeito mas sim ser feliz.
    Um beijinho ♥

    ResponderEliminar
  5. Relativizar, pequenina. Essa é a chave. :)

    ResponderEliminar

As palavras são como os pássaros: nasceram para serem livres, soltas ao vento... Elas reclamam liberdade.