quarta-feira, 10 de julho de 2013

Aprendi que nada é perfeito. Que as pessoas são imperfeitas e podem ser muito cruéis. 
Aprendi também que, por mais que nos custe, a vida tem que andar para a frente. Não podemos parar. Mesmo com o cansaço em cima dos ombros, temos que nos ultrapassar e compreender a nós mesmos.
Temos que saber dizer que não e saber dizer que sim.
Aprendi que, por vezes, acordo mais mal disposta que o costume, mas que isso faz parte da vida, assim como dizer algo que não se queria, mas que, naquele momento, nos saiu pela boca fora.
E a vida é mesmo assim...uma longa curta jornada em que damos erros e tentamos corrigi-los o melhor que conseguimos e, se não conseguirmos, tentamos na próxima vez.
Aprendi que cada lágrima derramada é uma lição aprendida e que um pedido de desculpas não custa nada.
Aprendi que para se ser feliz não é necessário muito: uma boa quantidade de sinceridade, uma outra quantidade de nós mesmos e a apreciação dos pequenos momentos do dia-a-dia. 
Viver é viajar por todo um mundo desconhecido à procura de soluções.
Sunshine

Sem comentários:

Enviar um comentário

As palavras são como os pássaros: nasceram para serem livres, soltas ao vento... Elas reclamam liberdade.